Reunião marca passo importante para retomada das obras de readequação ferroviária

Aconteceu agora a pouco a reunião de discussão das obras de readequação ferroviária, o conhecido pátio de manobras na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em Brasília. O prefeito Rodrigo Drable (PMDB) está comemorando o encontro, considerado por ele como o mais produtivo até o momento. Agora, segundo ele, o Dnit ficou de formalizar a proposta para o acordo judicial que pode significar a retomada das obras. Também participou do encontro, o deputado federal Deley de Oliveira (PTB) e o procurador do Ministério Público Federal, Júlio de Araújo Júnior, dentre outros.

“Essa foi a melhor reunião que nos tivemos nos últimos meses. Houve um alinhamento de ideias para que sejam tomadas algumas ações que permitam soluções do problema. Não tem ainda nada resolvido, mas diria que temos um encaminhamento muito bom para que a solução venha talvez no próximo mês”, declarou.

O prefeito declarou ao A VOZ DA CIDADE que o Dnit ficou de formalizar a proposta de acordo até o final desta semana e Ministério Público, através do procurador, se comprometeu a promover as ações necessárias para a finalização do acordo. “Será feita audiência pública e reunião com a comunidade. Dr. Julio conduziu muito bem as negociações. Assim como ele, o deputado Deley também foi fundamental nessa negociação”, declarou Drable.

Segundo ele, um dos principais entraves para a continuidade da obra seria onde as famílias ficariam enquanto as casas fossem construídas. O prefeito declarou que ficou acertado que enquanto as casas não ficarem prontas as famílias que precisarão ser realocadas continuarão no local. E falando em local, o prefeito informou que não tem nada definido. Questionado sobre o Campo do Ferroviário, um dos locais apontados, Rodrigo disse que talvez seja a melhor proposta.

Presente ao encontro, o deputado Deley de Oliveira dissse que saiu da reunião muito otimista. “Essas soluções, acima de tudo, precisam ter o aval daqueles que são os principais dentro de todo esse processo, que é a população de Barra Mansa e a que vai ser deslocada de suas casas. Estamos em um bom caminho. Esse diálogo de hoje foi muito positivo e agora é continuar trabalhando para que achemos um caminho que agrade a todos os interessados”, destacou.

PÁTIO DE MANOBRAS

As obras do pátio de manobras, iniciadas em 2007, foram paralisadas em 2015 por conta de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para realocação de 17 famílias cujas casas estão onde acontecerá parte da obra.